17 setembro 2012

O Infante Portugal vol.3: Capa de Capítulo VII | Chapter Cover VII


Oktobraia
Personificação da antiga União Soviética, antes de se exilar em terras Lusas após a queda do muro de Berlin, Plevna Kostoglotov foi a escolhida pelo militar Ochia Chiornia para surgir como símbolo Russo. Apesar de criada pelo fabuloso ilustrador Zé Manel, no vol.1 d’O Infante Portugal, não houve ocasião para a retractar “em fato”, mas não resisti a representá-la numa composição algo inspirada em posters de propaganda soviete.
Personification of the old Soviet Union, before going into exile in Portugal after the fall of the Berlin Wall, Plevna Kostoglotov was chosen by army man Ochia Chiornia to become the Russian symbol. Although created by the amazing illustrator Zé Manel, in O Infante Portugal vol.1, there wasn´t any occasion to depict her “in costume”, but I didn’t resist crafting a composition somewhat inspired in soviet propaganda posters.


Uns aspectos caricatos: Pus “Matuschek” na caixa de charutos de Ochia como uma pequena piada para o autor José de Matos-Cruz, em referência à cena de Shop Around the Corner, onde o actor James Stewart, um empregado na loja do sr.Matuschek, tentava vender uma caixa idêntica que tocava a célebre música “Occhi Chiornie” quando aberta. Alusão obscura, eu sei.
Também, para minha vergonha, a aparência final de Ochia foi a menos russa de todos os esboços que fiz. Aliás, por qualquer razão, ele foi-se parecendo menos e menos soviete a cada novo estudo…
A few amusing bits: I put “Matuschek” in Ochia’s cigars box as a little joke for author José de Matos-Cruz, in reference to a scene in ShopAround the Corner, where actor James Stewart, an employee at mr.Matuschek store, tries to sell a box like that one that plays the music “Ochi Chiornie” when opened. Obscure nod, I know. Also, to my shame, the final appearance of Ochia looks the least Russian of all the sketches I did. In fact, somehow he turned less and less soviet with each new study…

4 comentários:

  1. gostei especialmente deste, a composição está fixe.
    A moça está fantástica e a estrela dá-lhe um toque divinal.

    Acho que a maneira como detalhas o rosto feminino é diferente do masculino, não é? É mais ligth.

    ResponderEliminar
  2. Obrg! Na realidade, só está mais "limpo" porque ainda fui a tempo de apagar algumas linhas de expressão extra que escaparam, exactamente para a aligeirar nesse sentido. Mas seja quem for que dê seguimento a algo do Zé Manel (http://www.truca.pt/infante_material/imag_capitulo05.jpg) sai a perder... ;P

    DM

    ResponderEliminar
  3. xD
    é verdade, o Zé Manel dá um encanto próprio às moças.

    ResponderEliminar
  4. O homem é fantástico! Mesmo que não o tivesse na memória como ilustrador dos meus livros escolares, não podia deixar de admirar o trabalho dele :)

    ResponderEliminar

comentários!?