04 setembro 2012

Comunicado sobre Troféus Central Comics


Agora que o X Troféus Central Comics terminou, encerrando a 1ª década destes prémios de BD e Cartoon onde os vencedores são definidos pelo grande público, venho anunciar o meu afastamento - para já -  da organização do evento (onde participava na elaboração de docs imprensa, gestão da selecção de nomeados e outros aspectos logísticos) e - eventualmente - como membro do júri (colaborando na selecção de nomeados e adjudicação do resultado da votação pública). A manutenção desta última função dependerá de disponibilidade para tal aquando do XI TCC, no 1º semestre/2013, mas é quase certo não ir ter essa vacuidade, agora que, após quase 5 anos afastado de criar BDs a sério, pretendo voltar a produzir.

Não obstante as eventuais ambições artísticas, os motivos da decisão são simples: sem tempo para manter em dia a leitura de edições nacionais pouca capacidade vou ter para continuar a nomear candidatos com o devido conhecimento de causa e, hipoteticamente, podendo constar entre autores e obras elegíveis em prémios futuros, caso edite algo por cá, igualmente não me poderia pronunciar nessas categorias ou estar sequer nomeado, de acordo com o regulamento do TCC (“1.8. (...) Os elementos do júri não podem ser eleitos nos prémios de título pessoal (...), sendo proibidos ainda de participar no processo de selecção dos nomeados se intervirem criativamente em obras elegíveis nas categorias (...)).
Assim, a atitude correcta é retirar-me do evento, até para não fomentar comentários que tentem pôr em causa a idoneidade (impecável) do TCC – ou a minha – agora que ele caminha para a maturidade e maior projecção mediática, associado ao evento de entretenimento Portusaki.

A nível pessoal, tendo acompanhado o Troféus Central Comics desde o começo, não poucas vezes salvaguardado para que ele não desaparecesse e durante anos facilitando o seu funcionamento, ao reunir exaustivamente a lista de edições portuguesas no qual ele se baseava (algo que deixei de acautelar, entretanto), é com algum pesar que fecho este capítulo; posso não ser o pai do evento, mas serei certamente o seu tio... E há que salientar que o TCC tem sido, desde o início, realizado de modo independente e financiado exclusivamente a nível privado, criado por uma entusiasta carolice mas promovido com intentos sérios, pelo que manter-se no activo há já 10 anos e, no processo, atingindo uma abrangente participação pelo público leitor, é decerto um feito valoroso e inédito no nosso periclitante mercado, e também estimulador de uma até então fragmentada comunidade de BD.

Apesar de alguns dissabores ao longo dos anos, tendo de lidar com actos mesquinhos por individuos mal-ajustados (porque há sempre dois lados de se encetar iniciativas destas), o gosto pela edificação do TCC, pela sua mensagem de incentivo à criação e a celebração da BD que este simboliza fez superar tudo isso. O que fica são os conhecimentos travados e desafios ultrapassados, as oportunidades de homenagear tantos colegas e ídolos que o mereciam, e as imensas mensagens de apreço que continuamos a receber dos leitores e pares.

Porém, acho que 10 anos(!) é o suficiente para intervir num projecto desta natureza, ademais não sendo o seu principal promotor ou beneficiário. E venho a sentir que continuar a fazê-lo tornar-se-á incompativel com o que quero procurar a nível profissional; não o digo só face a ter a disponibilidade necessária – que é relevante – mas também sobre me querer prestar criativamente num sector enquanto simultaneamente estivesse a agir nele num âmbito premiador.
Posto isto, renovado o regulamento e categorias do TCC, e estando tratada a nova iniciativa TCC-HD (Troféus Central Comics: Heróis da Década) – que posso dizer ter sido proposta minha – o meu papel nos prémios chega ao fim, certo de que os actuais jurados vão manter o evento em boas mãos, sem risco de desvirtuamento.
Resta desejar que continue a ganhar o melhor – ou pelo menos o preferido da maioria dos leitores – e que o TCC persevere por muitos anos.

Sem comentários:

Enviar um comentário

comentários!?