30 julho 2013

Leituras via Audiobooks | Readings via Audiobooks

Como qualquer criativo, sempre que posso gosto de ler livros e BD ou ver filmes, sejam de afinidade à área ou doutros géneros; há que manter a inspiração acesa e tal passa em parte por refrescar as influências e expormo-nos a coisas novas. Mas há um problema que se abate aos profissionais – a falta de tempo. Após anos (anos!) com um constante passivo superior a cem álbuns de BD por ler (alguns comprados por impulso, outros para acompanhar autores), apraz-me ter delapidado – a custo – quase 1/4 desses, assim como me tornei mais selecto nos filmes ou séries que vejo… “No rest for the wicked,” como se diz;)
Like any creative person, whenever I can I like to read books and comics or watch movies, be it with affinity to my field or other genres; we have to keep inspiration going on and in part that means refreshing the influences or expose ourselves to new things. But there’s a problem affecting professionals – the lack of time. After years (years!) of a constant wait list in excess of one hundred comic volumes/TPBs to read (some bought on impulse, others to follow authors), I am pleased to have shortned – at great cost – nearly 1/4 of those, as I grew selective towards movies or series I saw... "No rest for the wicked," as they say;)

Por isso, partilho uma feliz alternativa que me foi sugerida por um colega e complementada por outro, para melhor enfrentar as longas horas/noitadas/directas de trabalho: Audiobooks! Ou documentários online. Desta forma, não só podemos saciar a sede de ficção, ouvindo obras que sempre quisemos (mas não temos tempo de) ler, como documentarmo-nos sobre temas do nosso interesse. Podemos até ver algum tutorial relativo a trabalho (se conseguirmos manter a atenção no assunto enquanto vamos trabalhando). E torna-se realmente mais fácil encarar dias e noites solitárias se o fizermos na companhia de uma série de livros, de autores de culto ou documentários temáticos.
Talvez não seja grande novidade para muitos de vocês ou não seja viável para outros, mas fica a recomendação.
So, I’m sharing a great alternative that was suggested by a colleague and complemented by another, to better face the long hours/evenings/through-the-night work: Audiobooks! Or online documentaries. This way, not only can we quench the thirst for fiction, listening to works that we always wanted (but didn’t have time to) read, or documenting ourselves on interesting topics. We can even catch up on some important work related tutorial (if we can juggle paying attention to the subject and to the drawingboard). And it's really easier to face days and lonely nights if we do it in the company of a number of books, authors or themed documentaries.
Perhaps this isn’t news for most of you, or its not feasible for others, but here’s the tip.


Em jeito de exemplo, recomendo umas “leituras” recentes, de diferentes géneros: Em 1º lugar, se são fãs de ficção distópica, talvez gostem de The Long Walk, uma das primeiras obras de Stephen King (escritas sob o heterónimo Richard Bachman), de 1979, que foca uma prova de resistência em que jovens têm de atravessar um Estado até que só um reste, sem qualquer pausa e tendo de manter uma velocidade de passada nos 6km/h ou, após três avisos, são sumariamente executados para gaudio da audiência nacional; em 2º, fui agradavelmente surpreendido por The Last Days of Krypton, de Kevin J. Anderson, de 2007, que narra a conjuntura social e nuances de revolução que, associadas a instabilidades geológicas, estiveram por trás da destruição do planeta-natal de Super-Homem, tendo como protagonistas os pais Jor-El e Lara; em 3º, um clássico cada vez mais pertinente na crise que o mundo enfrenta – Atlas Shrugged, a obra-prima de Ayn Rand, de 1957 – um retracto futuro da dizimação da sociedade humana e da esperança na evolução desta, pelas mãos de governantes corruptos e empresários parasíticos, que forçam ao desaparecimento súbito dos “motores do mundo,” narrado em partes iguais de thriller, romance e manifesto social.


As an example, I commend these recent "readings," of different genres: In 1st place, if you’re fans of dystopian fiction, perhaps you’ll enjoy The Long Walk, one of Stephen King’s first works (written under the pseudonym Richard Bachman), from 1979, which focuses on a cross state endurance walk that young people have to accomplish until only one remains, without any break and having to maintain a constant speed of 4mph or else, after three warnings, they are summarily executed for the national audience entertainment; 2nd, I was pleasantly surprised by The Last Days of Krypton, by Kevin J. Anderson in 2007, which tells the social disposition and revolution nuances that, associated with geological instabilities, were behind the destruction of Superman’s home-planet, having his parents Jor-El and Lara as protagonists; 3rd, one classic and increasingly relevant book in our current world crisis – Atlas Shrugged, the masterpiece of Ayn Rand, from 1957 - A future depiction of human society’s decimation and it’s hope in progress, by the hands of corrupt goverment and parasitic businessmen, which forced the sudden disappearance of the "motors of the world," narrated as equal parts thriller, romance and social manifesto.


Dito isto, espero que façam boas “leituras” …e trabalhos, agora que vão ter as mãos & olhos livres!;)
That said, I wish you great "reads" ... and works, since you'll be having your hands & eyes freed up!;)

Sem comentários:

Publicar um comentário

comentários!?