29 maio 2012

O (último) Infante Portugal | The (last) Infante Portugal


Apresentado no Domingo (27/05) no VIII FIBDB, por mim e a ilustradora Susana Resende, aqui ficam as primeiras fotos do novo livro d’O Infante Portugal, de (uma das lendas da banda desenhada portuguesa) José de Matos-Cruz, que encerra a trilogia. Mais detalhes em breve!

Presented Sunday (27/05) at the VIII Beja’s International Comics Festival, by myself and fellow illustrator Susana Resende, here’s the first photos of the new The Infante Portugal book, by author (and Portuguese comics legend) José de Matos-Cruz, which closes the trilogy. More details soon!

 


25 maio 2012

VIII FIBDB


Entre 26 de Maio e 10 de Junho, Beja volta a fazer uma festa em torno da BD, com presença de autores do Mundo inteiro.
Apesar de incertezas sobre a continuação do festival, devido à recessão e outros factores adversos, a abertura das portas do VIII Festival Internacional BD de Beja (FIBDB) este fim-de-semana de novo atesta à dedicação e esmero do director Paulo Monteiro e colaboradores da Bedeteca de Beja em continuar a realizar um dos maiores eventos da banda desenhada no país. O FIBDB, nunca é demais sublinhar, mudou a face dos certames do género em Portugal e tem vindo a superar-se em anos recentes, proporcionando cada vez mais e melhores mostras. Também este ano reuniram um conjunto diversificado de exposições onde qualquer leitor irá encontrar obras e autores do seu agrado, e uma programação repleta de lançamentos, debates, projecções e sessões de autógrafos, entre outros.

O FIBDB estende-se pela Casa da Cultura de Beja e preenche o fim-de-semana da inauguração com apresentações, lançamento de livros, sessões de autógrafos, debates, cinema, música, visitas guiadas, etc, só terminando no dia 10 de Junho, mantendo no entretanto o Mercado do Livro, que figuram praticamente todos os editores nacionais, das maiores chancelas a vários fanzines.
Durante estes 15 dias estarão patentes ao público 10 exposições e 2 mostras, com pranchas de BD e desenhos de autores tão conceituados como Alberto Breccia, Dave McKean ou Harold Foster, e também com trabalhos de autores que começam agora a emergir na área, como Carla Rodrigues ou Diogo Carvalho. Aqui vos listamos as exposições e os autores…


EXPOSIÇÕES INDIVIDUAIS:

ANDRÉ OLIVEIRA (Portugal), jovem argumentista de BD e colunista, que integra o colectivo Zona e a Associação Tentáculo;
CARLA RODRIGUES (Portugal), um novo talento nacional descoberto nos Zona, co-autora da rúbrica A Garagem de Kubrik;
ELISEU GOUVEIA (Portugal), autor especializado em temas do horror e fantástico, editados em vários comics americanos;


DE BEJA A ANGOULÊME - 18 Horas de Comboio (Portugal), uma exposição de fotografia por Francisco Paixão;
JÚLIO SHIMAMOTO – O Samurai dos Quadradinhos (Brasil), autor brasileiro de descendência nipónica, criador de Mushashi;


MARIA JOÃO WORM (Portugal), autora profissional de livros juvenis e vencedora do 16º Prémio Nacional de Ilustração;
PEPEDELREY (Portugal), autor/editor independente, que apresenta o seu mais recente trabalho no VIII FIBDB, “Amor”;


EXPOSIÇÕES COLECTIVAS:

TRAÇOS COMUNS: ARTE ORIGINAL DA COLECÇÃO DE DOMINGOS ISABELINHO (Vários países), onde constam nome como Al Columbia (EUA), Al Smith (EUA), Alberto Breccia (Uruguai), Aristophane (França), Arturo del Castillo (Chile), Barron Storey (EUA), Bud Fisher (EUA), Carl Barks (EUA), Carlos Roume & Héctor Germán Oesterheld (Argentina), Chester Brown (Canadá), Chris Ware (EUA), Clare Briggs (EUA), Dave McKean (Reino Unido), David Wright (Reino Unido), Eddie Campbell (Reino Unido), Eddie Campbell & Alan Moore (Reino Unido), Frank Godwin (EUA), Fred (França), George McManus (EUA), Guido Buzzelli (Itália), Hal Foster (Canadá), Jaime Hernandez (EUA), Joe Matt (EUA), José Luis Salinas (Argentina) & Rod Reed (EUA), Kyle Baker (EUA), Tony Weare (Reino Unido) e Tony Weare & James Edgar (Reino Unido);

CORTO MALTESE NO SÉCULO XXI (Portugal), uma exposição dos trabalhos incluídos no fanzine Efeméride, de Geraldes Lino, como Alice Geirinhas, Álvaro, Ana Madureira, André Ruivo, Andreia Rechena, Arlindo Fagundes, Carlos Páscoa, Carlos Zíngaro, Daniel Lopes, David Campos, Miguel Falcato, Ricardo Ferrand, Filipe Abranches, JCoelho (Des.) & David Soares (Arg.), J. Mascarenhas, Joana Afonso, João Chambel, João Sequeira (Des.) & Luís Pedro Cruz (Arg.), José Lopes, José Pedro Costa, João Lam, Luís Guerreiro, Machado-Dias, Marco Mendes, Maria João Careto, Mota, Nazaré Álvares, Nuno Saraiva, Paulo Monteiro, Pedro Massano, Pedro Nogueira, Pepedelrey, Regina Pessoa, Renato Abreu, Ricardo Cabral, Ricardo Cabrita, Ricardo Santos, Roberto Macedo Alves, Rui Pimentel, Susa Monteiro, Tiago Baptista, Vasco Gargalo e Victor Mesquita;

ORIGINAIS E SERIGRAFIAS DA BEDETECA DE BEJA (Vários países), figurando os autores Alberto Vázquez (Espanha), Alexander Zograf (Sérvia), Andrea Bruno (Itália), André Caetano (Portugal), Artur Correia (Portugal), Carlos Rocha (Portugal), Craig Thompson (EUA), Dave McKean (Reino Unido), David B. (França), David Rubín (Espanha), Fabio Civitelli (Itália), Fábio Moon (Brasil), Fernando Gonsales (Brasil), Fernando Relvas (Portugal), Fritz (Espanha), Gabriel Bá (Brasil), Gary Erskine (Reino Unido), Gisela Martins & Sara Ferreira (Portugal), Hermann (Bélgica), Hypollite (França), Jakob Klemencic (Eslovénia), João Lam (Portugal), José Manuel Saraiva (Portugal), Lourenço Mutarelli (Brasil), Loustal (França), Martin tom Dieck (Alemanha), Maria João Careto & André Oliveira (Portugal), Max (Espanha), Miguel Rocha (Portugal), Niko Henrichon (Canadá), Rufus Dayglo (Reino Unido), Susa Monteiro (Portugal), Ulf K. (Alemanha), Véte (Portugal) e Zé Francisco (Portugal);


MOSTRAS:

DIOGO CARVALHO (Portugal), apresentando o projecto Obscurum Nocturnus;
RUI LACAS (Portugal), apresentando o seu novo álbum, Hän Solo.


24 maio 2012

Banner in Central Comics #2


Volvido um mês, eis mais um passo na “campanha viral” do 3º volume d’O Infante Portugal, de José de Matos-Cruz, com este novo banner no portal Central Comics. Desta vez, a misteriosa nova personagem deu lugar aos conhecidos Infante Portugal (esq) e ao seu antecessor, o Condestável Lusitano (drta).
Aproveito para dizer que o livro já chegou e está prestes a começar as rondas de distribuição e divulgação, começando pelo lançamento no VIII Festival Internacional BD de Beja, já no dia 27 Maio, Domingo. Mas sobre isso em breve falarei melhor;)


A month has passed and here’s another “viral marketing” step for the Infante Portugal’s 3rd volume, by author José de Matos-Cruz, with this new banner at Central Comics’ portal. This time, the mysterious new character gave way to the better known Infante Portugal himself (left) and his predecessor, Condestável Lusitano (right).
Also, the book is here and will soon begin distribution and promotion rounds, starting with its launch at 8th Beja’s International Comics Festival (FIBDB), next Sunday, 27th of May. But concerning that I’ll digress further sometime soon;)

10 maio 2012

Sugar-dealer


Acho que isto cai no âmbito de “ilustrações interventivas”: um amigo, que trabalha numa conhecida fábrica de produtos pasteleiros, pediu-me em Dezembro para lhe fazer um desenho que criticasse veladamente, de modo gozão, os dispositivos actuais que monitorizam via GPS os percursos dos vendedores nas suas rondas, para ele colocar pela empresa. Aparentemente, esse controlo tem-se tornado num entretém para as chefias – e daí ter criado o paralelismo à Playstation… “BUUURRRNNnn!”



I believe this falls under “interventionist illustrations”: a friend, who works for a known Portuguese pastries brand, asked me last December to come up with a drawing that would covertly criticize, in a joky fashion, the current devices that monitor through GPS the rounds made by the sellers, for him to post around the company. Apparently, those controls have lately become an entertainment for the bosses – hence my making a reference to Playstation… “BUUURRRNNnn!”

06 maio 2012

Shootingboard Sapo - Music Box


Com tantos visionamentos ontem, aproveito e mostro mais storyboards…! Um trabalho publicitário de 2010, este shooting-board para a Sapo visou anunciar a campanha Music Box. Dada a componente CGI nestes spots, ao contrário doutros filmes a ideia inicial chegou ao fim da linha de produção tal como fora imaginada, com só algumas mudanças criativas; a saber, as referências originais eram Júlio Iglésias (em transe, como habitual), Shakira (a cantar a música do Mundial de África), Andre 3000 dos Outkast (a mexer-se ao som de “Heya!”) e Angus Young dos AC/DC (nos seus pulos trademark).
Curti o desafio de fazer o Sapo naquelas poses particulares, a cantar playback – deu que fazer… Para demarcar o Sapo CGI do fundo “real”, usei rotoscopia para desenhar os cenários, tarefa que depois passou para a minha colega Susana Resende quando me pediram para modelar a mascote com cor. Esta composição em forma de prancha de BD foi feita para propósito deste post.











With so many viewings yesterday, I’m taking the chance to show more storyboards…! An advertising work from 2010, this shooting-board for Sapo (“Frog”) was made to announce their Music Box campaign. Given the CGI involved in these spots, unlike other films the initial idea reached the end of the production pretty much as it was imagined, with just a few creative tweaks; meaning, the original references were Julio Iglesias (dancing in a transe, as usual), Shakira (singing the African Soccer Championship’s song), Outkast’s Andre 3000 (shaking to the sound of “Heya!”) and AC/DC’s Angus Young (with his trademark skips).
I got a kick out of the challenge of putting the Frog in those particular poses, doing playback – took some doing… To separate the CGI Frog from the “real” settings, I used rotoscopy to draw the backgrounds, a task that was passed to my colleague Susana Resende when I was asked afterwards to color the mascot. This composition into a comic page shape was done for this post.


Links:

05 maio 2012

MEOwww dos Gato Fedorento


Do ano passado, estes storyboards (aqui montados em forma de pranchas de BD) foram feitos para novos ‘spots da Meo, figurando os comediantes Gato Fedorento, em todo o seu esplendor acolchoado!… Os anteriores anúncios tinham sido uma produção quasi-hollywoodesca e a produtora quis tentar algo diferente, indo às raízes dos humoristas: low budget, big laughs… Muita da criação é deixada aos próprios ‘Gatos, mas a agência quis levar para o ‘set algumas ideias consumadas, que mais não fosse para lhes estimular a invenção.
Não assinei a totalidade de sequências desta campanha, mas estes dois trabalhos foram feitos num dia (daí o resultado tosco), com base em guiões fornecidos pelo realizador Ricardo de Almeida. Abaixo mostro clips dos anúncios produzidos na fornada.


From last year, these storyboards (here displayed in comic pages form) were done for a new series of advertising spots for Meo, featuring the comedians Gato Fedorento (“Smelly Cat”), in all their armored splendor!… The previous spots had been done in a near-hollywood level production and the producers wanted to try something different, going to the humorists’ roots: low budget, big laughs… Much of the creation was left to the ‘Cats themselves, but the agency needed to take some finished ideas to the set, to stimulate their inventiveness.
I didn’t do all the sequences for this campaign, but these two works were made over a day (hence the lowlier results), based on the scripts by the director Ricardo de Almeida. Below, there are some of the clips from the spots produced from this batch.



03 maio 2012

Criação-à-Solta sketch

Outro lote de esboços, do ano passado, relativos ao projecto de intervenção Criação à Solta. Sem dar muito a perder, a ideia foi pegar nas mitologias e cânones dos super-heróis para fazer mensagens de consciencialização social e crítica política (bastante precisada cá para os meus lados, a meu ver…), enquanto simultaneamente se criavam várias novas fantásticas personagens originais para o universo da BD ‘tuga.
Infelizmente, após reunir a participação de vários autores portugueses de comics, a iniciativa falhou em conseguir as parcerias necessárias para se concretizar. Talvez ainda haja esperança, mas creio que por ora ficou suspensa, pelo que só mostro estes esboços dos trabalhos em progresso. Não são nada de mais, só esboços preliminares para aquecer para os mais inventivos…



Another batch of sketches, from last year, pertaining to an intervention project Criação à Solta (Loose Creativity). Without giving too much away, the idea was to call on superhero mythologies and cannon to deliver social awareness messages and political criticism (sorely needed in my neck of the woods, if you ask me…), while creating several great new original characters for the Portuguese comics’ lore.
Unfortunately, after gathering many of Portugal’s comics’ artists to pitch in, it failed to get the necessary funding to move forward. Maybe there’s still hope, but I believe it’s on stand-by for now, so all I’m able to show are these WiP doodles. They’re nothing much, just preliminary sketches to warm up for the real inventive stuff…

01 maio 2012

IPCVI sketch

Estes esboços são de Setembro de 2010, aquando fui contactado pelo amigo autor J.Mascarenhas, que me perguntou se estaria disposto a fazer um pro bono para uma iniciativa social da IPCVI; nomeadamente, um ‘logo para usar na divulgação no festival AmadoraBD. Porém, faltou disponibilidade; tentei mas, infelizmente, não tive tempo de acabá-lo, pelo que optaram por outra imagem. Fiquei aborrecido porque a causa em questão merecia-o, mas a verdade é que a ilustração perdeu-se no meio dos compromissos…
Nos esboços, foquei-me numa pose super-heróica icónica, com laivos positivos e animados, algo que ficasse bem num crachá.


These sketches are from September 2010, when I got a call by fellow artist J.Mascarenhas, who asked if I was willing to do a pro bono for an IPCVI’s social initiative; namely, a ‘logo design to use at their presentation in the AmadoraBD comics festival. Turns out, I hadn’t the availability; I tried but, regretfully, didn’t find time to finish this up, so they worked out another image. I was bummed because their cause surely deserved it, but truth of the matter is that the illustration got lost amidst the workload…
While sketching, I focused on an iconic superhero pose, with a positive and cheerful twist, something that would look good in a pin.

Links: